Roteiro de Teatro “O Dia que as Placas Falaram”

Personagens:

  • Pedrinho: Menino irresponsável no trânsito
  • Bruna: Amiga de Pedrinho e de Aninha
  • Aninha: Amiga de Pedrinho e de Bruna, as duas sempre questionam o comportamento que o amigo tem no trânsito e sempre o aconselham a mudar de atitudes.
  • Fada Esperança: Dá vida ás placas para reivindicarem seus direitos e ensinarem Pedrinho a respeitá-las.

Placas:

  • Velocidade máxima
  • Parada Obrigatória
  • Proibido Ultrapassar
  • Dê a Preferência

Vão ensinar o Pedrinho a respeitá-las e mudar de atitudes no trânsito

Cena I: Pantomima

Quando as cortinas se abrirem devem estar no palco as placas e os outros três atores todos com roupas pretas e luvas brancas e a fada na frente. Luz negra no palco. Ao som da musica “Um sonho de Amor” os atores irão fazendo a coreografia.

Ao terminar a musica todos se retiram do palco ficando somente a fada Esperança que fala:

__ O mundo dos humanos poderia ser cheio da magia da paz, do amor da harmonia igual ao meu, se não fosse por atitudes iguais a essa.

Fada sai de cena. Entra em cena Pedrinho e Bruna.

Bruna: __ Nossa Pedrinho! Que susto você me deu! Vê se presta mais atenção.

Pedrinho: __ Não foi minha culpa Bruna.

Bruna: __ Você tenta atravessar a avenida fora da faixa de pedestre, quase é atropelado e ainda diz que não é sua culpa?

Pedrinho: __ A Bruna é que pensei que ia dar tempo de atravessar a rua. Além do mais eu não uso a faixa de pedestre e nunca me aconteceu nada.

Bruna: __ Mais devia atravessar a rua pela faixa sim Pedrinho, porque uma hora ou outra você vai se dar mal. Quando você vai aprender ser mais responsável.

Pedrinho: __ Ta bom. Mais agora para com esse papo chato.

Bruna: __ Se você continuar agindo assim, qualquer dia vai chegar em casa todo quebrado, isso se não acontecer coisa pior. Agora vamos nos sentar um pouco aqui pra recupera do susto.

Pedrinho: __ Exagerada você

Bruna: __ Eu exagerada?

Aninha entra em cena: __ Oi gente!

Bruna: __ Oi Aninha. Mais porque demorou tanto?

Aninha: ___ Me desculpem deixar vocês esperando, é que meu pai bateu…

(Nesse instante Pedrinho interrompe)

Pedrinho: ___ Bateu as botas?

Aninha: ___ Não Pedrinho! Ele caiu e bateu o braço e eu fiquei fazendo um curativo.

Pedrinho:___ A agora está explicado.

Aninha: ___ Mais aqui pelo visto aconteceu alguma coisa né? Alguém pode me dizer?

Bruna: __ O Pedrinho esse irresponsável, quase acaba de ser atropelado. Também muito apressadinho.

Aninha: __ O que você aprontou dessa vez ?

Pedrinho: __ Não aprontei nada Aninha. Nossa amiga aqui que é exagerada, faz tempestade em copo d´água.

Aninha: __ Pelo o que eu te conheço Pedrinho, alguma coisa você fez.

Bruna: __ Já pensou Aninha, esse maluco de novo tentando atravessar a avenida fora da faixa, justo essa avenida que é super movimentada.

Aninha: __ Poxa Pedrinho! Toda vez que a gente sai você age de forma irresponsável. A gente conversou tanto da ultima vez. Você já se esqueceu?

Bruna: __ O que ele fez?

Aninha: __Lembra o último feriado que eu fui junto com eles para balneário? Olha, foram vinte quilômetros de terror para mim.

Bruna: __ Porque?

Aninha: __ Acredita que seu Carlos corria feito um louco, e fez uma ultrapassagem bem numa curva perigosa.

Bruna: __ Meu Deus!

Aninha: __ Por pouco não aconteceu uma tragédia. Meus pais me proibiram de viajar com eles novamente.

Pedrinho: __Seu pais são exagerados. Você chegou em casa inteirinha. Meu velho é um gênio no volante.

Bruna: __Para de ser convencido Pedro. Seu pai não respeita as leis de trânsito é totalmente irresponsável e você está agindo igualzinho a ele.

Pedrinho um pouco irritado diz: __Olha como você fala do meu pai hem!

Aninha: __ Vamos se acalmar vocês dois, por favor! Mas tenho que admitir em Pedrinho que a Bruna esta com razão. Essas atitudes têm consequências terríveis

Pedrinho já estressado se levanta e diz: __ Parem de ser chatas! Afinal a vida foi feita pra curtir. Se a gente ficar dando muita importância a essas regrinhas acaba nem se divertindo.

Bruna:__ Em todos os lugares existem regras Pedrinho! E no trânsito não é diferente. A sinalização foi feita para ser respeitada assim como todas as leis de trânsito.

Pedrinho: __ É mas nem todo mundo respeita. Porque logo eu tenho que ser o certinho?

Aninha: __ Mas não é porque muitos não respeitam que nos temos que fazer igual.

Pedrinho totalmente irritado fala e sai de cena: __ Ai que saco! Hoje vocês resolveram mesmo pegar no meu pé. Tchau! Fui.

Bruna: __ Espera garoto.

Viu Aninha ele foi mesmo embora e chateado.

Aninha: __ Deixa! Depois que o estresse passar ele vai ver que a gente tem razão. Que só queremos o melhor pra ele.

Bruna:__ Olha Aninha sinceramente, pra colocar algum juízo na cabeça desse nosso amigo e fazer ele mudar de atitudes só mesmo um milagre.

Aninha:__ Eu concordo amiga! Pra isso acontecer só um milagre mesmo!

Aninha e Bruna saem de cena. As luzes se apagam. Entram as placas: Velocidade Máxima, Proibido Estacionar, Dê a Preferência, Parada obrigatória, Proibido Ultrapassagem. Todas ficam imóveis no palco. As luzes acendem e apagam

Barulho de tempestade, vento trovão, buzinas e barulho de carro, som de sirene.

  • As luzes do palco continuam ascendendo e apagando
  • Efeito de fumaça.
  • Nesse momento surge a fada Esperança:

Fada Esperança: __ O mundo dos humanos esta um caos!

Mas hoje com a magia do amor e da esperança, vida vocês vão ganhar, para mostrar aos humanos que a paz no mundo é possível, basta as atitudes mudar.

(Nesse momento a fada joga um pozinho mágico sobre as plaquinhas, com as luzes piscando e fumaça no palco a fada sai de cena.)

As luzes voltam ao normal, as placas começam a mexer-se lentamente (ainda caladas) se apalpam, se olham admiradas e percebem que ganharam vida. Começam a conversar entre si, admiradas pelo ocorrido.)

Velocidade Máxima:__ Gente aconteceu um milagre! Nós estamos falando!

Dê a Preferência:__ Não acredito….Isso só pode ser mágica!

Parada Obrigatória: __ É isso mesmo Plaquinhas! Ganhamos vida. Isso é bom de mais. Nem acredito. Agora eu vou poder tomar aquele sorvete delicioso que os humanos tomam. Hummm não vejo a hora.

Dê a Preferência:__ É mesmo! Eu vou poder me maquiar pela primeira vez e ser a placa mais linda da cidade. Já pensou quando o gatinho do Semáforo me ver? Ah…com certeza vai se apaixonar.

Parada Obrigatória:__ Calma lá amiga! Pra sua informação eu sou a placa mais linda da cidade.

Dê a Preferência:___Você? Quem falou isso?

Parada Obrigatória:___ Meu amigo aqui! Quer ouvir?

Dê a Preferência:___ Essa eu quero.

Parada Obrigatória:

___ Então espera! (placa retira um espelho q esta pendurado no pescoço e diz em alto e bom tom)

___Espelho! Espelho meu! Existe plaquinha mais linda e charmosa do que eu?

( O espelho não responde e a placa preocupada e sem graça diz)

___ Espelho! Espelho responde.

(As placas começam a rir.)

Dê a preferência:___ Ué o que aconteceu com seu espelho, perdeu a língua é? Com certeza esse você comprou no Paraguai.

Proibido Ultrapassar:___ Vocês não entenderam meninas o que aconteceu? Ele ficou sem palavras diante de tanta beleza.

Velocidade Máxima:__ Hein plaquinhas! Nunca ouvi tanta besteira então pouco tempo. Ganhamos vida porque temos uma missão a cumprir.

Parada obrigatoria:___ Oh! Bem que dizia minha vovó, alegria de placa dura pouco.

Velocidade Máxima:___ Parem de reclamar! No momento nossa missão é mais importante que nossos desejos particulares.

(As placas escutam um barulho diferente)

Parada Obrigatória:__ Psiu meninas! Estão ouvindo?Eu conheço esse barulhinho.

(Entra a fada Esperança)

TODAS:__ Fada Esperança!

( As placas congelam e a fada começa a cantar)

__ Vim de um mundo mágico, direto paro seu coração.

Sou a fada Esperança, vim cantar esta canção.

Com minha magia, hoje as placas podem falar.

Elas vieram ensinar o Pedrinho, a vida valorizar.

Fada Esperança:__ Olá plaquinhas! Vim para lembrá-las que vocês têm uma missão muito importante que é ajudar a Aninha e a Bruna a conscientizarem o Pedrinho aquele garoto rebelde que faz tudo errado no trânsito.

Velocidade máxima:__ Eu já imaginava dona Fada que essa era nossa missão. Eu ouvi muito bem as amigas dele dizendo que só um milagre poderia fazer Pedrinho mudar de atitudes e ser um menino mais responsável.

Fada:__ Então! Vocês são o milagre. E com a ajuda de Aninha e Bruna vocês vão convencer esse menino que o respeito á sinalização é obrigatório e indispensável para a segurança de todos. Conto com vocês meninas.

Placa Dê a preferência:__ Pode deixar fadinha! Vamos fazer o melhor.

Fada:__ Mostrem a todos que com amor e respeito é possível fazer um mundo melhor.Até mais plaquinhas!

Todas:__ Até mais.

Velocidade Máxima:__ Então amigas vocês entenderam agora? Ganhamos vida porque temos uma missão a cumprir. Não devemos perder tempo.

Proibido ultrapassar:__ Isso mesmo! Não devemos nos esquecer que pessoas iguais ao Pedrinho são o que mais tem. Então precisamos aproveitar esse momento para reivindicarmos nossos direitos. Chega de sermos desrespeitadas pelos humanos.

Dê a Preferência: __ Vamos mostrar a todos os humanos que com amor e respeito é possível um mundo melhor.

Proibido ultrapassagem: ___ É isso aí! Agora vamos deixar tudo arrumadinho, porque daqui a pouco teremos visita.

Parada Obrigatória: ___ E como eles vão chegar aqui?

Placa Dê a preferência: ___ Calma plaquinha. A Fada Esperança vai se encarregar disso.

( Placas sentam, entram Bia, Pedrinho e Aninha sem entender onde estão ou como ali chegaram)

Bruna:__ Gente onde estamos? Como viemos parar aqui?

Aninha:__ Que lugar é esse?

Pedrinho:__ E que coisas esquisitas são estas?

Placa Dê a preferência:__ Ei! Olha como vocês falam da gente!

Bruna, Pedrinho e Aninha:__ Quem são vocês?

Placa Parada obrigatória:__ Somos as placas de sinalização meu bem.

Pedrinho:__ Placas de sinalização! Isso é muito doido, eu não estou entendendo nada. Nunca vi placa falar!

Parada Obrigatória:__ Calma amiguinhos! Ganhamos vida porque temos uma missão a cumprir.

Pedrinho:__ Missão? E qual é?

Todas:__ Você !

Pedrinho:__ Eu??

Parada Obrigatoria:__ Sim nossa missão é mostrar a você Pedrinho a importância de se respeitar a sinalização.

Bruna:__ Concordo com você plaquinha. O Pedrinho esta mesmo tendo um péssimo comportamento no trânsito.

Velocidade máxima:__ Nós estamos cansadas de sermos desrespeitadas por humanos como você Pedrinho.Até parece que somos invisíveis. Isso tem que mudar!

Dê a Preferência: __ Eu sou a Placa Dê a Preferência e estou indignada com vocês humanos. Vocês mesmo nos fizeram mais não nos respeitam.

Disseram que nos informaríamos o que é proibido e o que é obrigatório no uso da via, e se fossemos desrespeitadas os condutores imprudentes seriam multados,mais isso raramente acontece.

Placa Para Obrigatória:__ É verdade! Eu sou a placa que indica Parada Obrigatória. Sou muito importante porem muitos de vocês nem olham para mim. Estou indignada com tanta falta de respeito. Será que vocês não entendem que se nos respeitassem evitariam muitos acidentes!

Placa Velocidade Máxima:__ Você tem razão! Por causa desse abuso, muitos humanos acabam tirando vidas de inocentes. Eu sou a placa que indica Velocidade Máxima, Porem eles parece que sempre estão com muita pressa, abusam da velocidade sem pensar nas conseqüências.

Proibido Ultrapassar:__ Isso mesmo Velocidade Máxima. Eu crianças, indico Proibido Ultrapassar, porém os seres humanos alem de abusarem da velocidade fazem ultrapassagens indevidas. E o resultado dessas atitudes na maioria das vezes é muito trágico.

Aninha:__ Vocês tem razão plaquinhas. Muitas pessoas estão perdendo a vida por pura imprudência.

Pedrinho:__ É…. Sem dizer nas famílias que sofrem com a perda das pessoas que amam né?

Bruna:__ Isso mesmo Pedrinho! Muitas famílias sofrem perdas irreparáveis e isso só nos ensina que nossa vida tem muito valor. Por esse motivo precisamos ser mais prudentes no trânsito.

Dê a Preferência:__ Respeitar as regras Pedrinho só vai fazer de você uma pessoa educada, responsável e que tem amor a vida.

Pedrinho:__ Olha gente, vocês tem toda razão, agora eu sei que estava fazendo tudo errado no trânsito. Meus pais nunca respeitaram a sinalização, então eu achava isso normal.

Aninha:__ Mas não é Pedrinho.

Pedrinho:__ Hoje vocês me fizeram compreender, que essas atitudes têm serias conseqüências, e eu não quero mais me arriscar. Vou ensinar meus pais a colocar em prática tudo isso que aprendi com vocês. Não quero que nada de ruim aconteça com eles.

Fada Esperança entra em cena e diz : __ Gostei de ver Pedrinho. E ainda está em tempo de seus pais aprenderem!

Pedrinho, Bruna e Aninha perguntam surpresos: __ Quem é você?

Fada Esperança começa a cantar:

__ Sou a Fada Esperança, vim do mundo da imaginação.

Dei vida às placas pra ensinar a vocês uma importante lição.

Que é preciso dar preferência a vida, respeitar as placas de sinalização.

Atravessar a rua pela faixa de pedestre, valorizar a vida, ser um excelente cidadão.

Bruna e Aninha:___ Que legal

Pedrinho:___ Lega?! Vocês estão doidas! Primeiro, placas falando agora uma fada aí já é abusar da minha inteligência.

Fada:___ Calma Pedrinho! Eu realmente sou uma fada, vim de um mundo distante daqui, e meu nome é Esperança acredite….

Pedrinho:___ Você me desculpe, mais eu não acredito em fadas. Já não sou nenhuma criança.

Placas Velocidade Máxima e parada obrigatória:__ Não fala isso Pedrinho. Fadas existem.

Pedrinho:___ Me desculpem decepcionar vocês. Mais eu não acredito em fadas. Não acredito. NÃO ACREDITO!

Nesse momento a fada Esperança cai ao chão quase sem forças. Todos ficam desesperados. Tentando fazer Pedrinho acreditar que fadas existem

Pedrinho:___ Mais o que aconteceu? Ela esta morrendo?

Parada obrigatória:___ Está sim! E isso tudo é culpa sua Pedrinho! Você precisa acreditar que as fadas existem.

Proibido Ultrapassar:___ Isso mesmo! Fadas existem e você precisa acreditar. Foi a fada Esperanças que nos deu vida.

Aninha:___ Não deixe a fada morrer Pedrinho. Quando que iríamos imaginar um dia placas falando e isso aconteceu.

Pedrinho:___ Ai meu Deus! O que foi que eu fiz! Por favor, fada Esperança não morre. Eu também acredito em fadas. Acredito!

Bruna:___ Eu acredito em fadas. Acredito! Acredito!

Aninha:___ Eu acredito em fadas! Acredito! Acredito!

Pedrinho:__ Eu acredito em fadas! Acredito! Acredito!

Todas as placas:___Eu acredito em fadas! Acredito! Acredito!

Todos:___ Eu acredito em fadas! Acredito! Acredito! Eu acredito em fadas! Acredito! Acredito!

A fada Esperança consegue forças e para alegria de todos lentamente vai se levantando.

Pedrinho:___ Fada Esperança! Você voltou? Eba!

Fada: ___ Pedrinho! Eu só voltei pra dizer….. Adeus. ( Finge que desmaia novamente e Pedrinho se desespera.)

Pedrinho:___ Fada Esperança, por favor, não morre! De novo não!

Fada:___ Brincadeirinha! Mais só agora você acredita em fadas né Pedrinho?

Pedrinho:___ Me desculpe fada Esperança por não ter acreditado em você. Fui mesmo um grande idiota.

Fada:___ Foi mesmo! Mais não precisa se desculpar Pedrinho. A maioria dos humanos reage assim como você reagiu, porque não acreditam mais no maravilhoso, na magia do amor onde tudo é possível. Neste mundo Pedrinho existe muitos males e para vencê-los é preciso ESPERANÇA.

Velocidade máxima:___ Então vocês não podem deixar a esperança morrer. Ela precisa renascer a cada dia em seus corações.

De a preferência:___ A fada Esperança estará lembrando a vocês que diante de qualquer dificuldade e desespero, sempre haverá um novo amanhecer repleto de esperança.

Fada:__ É isso mesmo! Sonhem sempre com um mundo melhor! E não se esqueçam de tudo que vocês aprenderam hoje.

Bruna:___ Pode deixa fada essa lição nunca iremos esquecer.


Fada:
___ Que bom! Agora quero agradecer a vocês plaquinhas por terem feito tudo direitinho. Cumpriram a missão com eficiência.

Nesse momento eu lanço um desafio a vocês, para serem multiplicadores de tudo que aprenderam.

Ensinem seus amigos, seus pais e todos os humanos que a vida foi feita para ser vivida mais vivida com muita responsabilidade.

Não deixem que a magia da vida seja interrompida pela imprudência.

Pedrinho:__ Obrigado a todos vocês por não desistirem de mim. Hoje compreendi que preciso valorizar a vida, mudar minhas atitudes no trânsito, ser mais responsável.

Bruna:___ Com esperança no coração, vamos sonhar e contribuir com um mundo melhor.

Aninha, bruna e Pedrinho:___ Eu acredito no amor! Acredito! Acredito!

Placas:___ Eu acredito na vida! Acredito! Acredito!

Todos:___ Eu acredito na paz! Acredito! Acredito!


Texto e Direção: Ledy B. Vieira

Atores: João Marcos, Lucilene, Evellyn Bruna, Fabiola, Maria Eduarda, Débora, Anderson e Samara

Contato:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *