Projeto “Os pequenos notáveis”

Justificativa:

O carnaval é uma festa popular, na qual as pessoas dançam, brincam e se fantasiam, misturando o sonho e a realidade em desfiles dançantes que acontecem nas avenidas, salões e nas ruas brasileiras. Dizem que o Carnaval é uma das datas mais aguardadas pela população brasileira, e que o ano só começa depois que a festa passar!

Começamos o ano um pouquinho antes do Carnaval, então aproveitamos o momento para realizarmos atividades de acolhimento com pais e alunos novos e para festejar a volta dos alunos antigos.

Esse momento de adaptação é muito importante para que pais e alunos sintam-se a vontade com o novo espaço, amigos e professores.
O centenário da Carmen Miranda serviu como expiração para nossas atividades e esteve como principal alicerce durante todas as semanas que antecederam a comemoração.

Desde pequenas, as crianças aprendem muito, sobre o mundo, fazendo perguntas e ouvindo fatos e histórias dos seus familiares, amigos até mesmo assistindo televisão, vídeos e ou foliando e apreciando revistas e jornais. Vivenciam também experiências e interagem num contexto de conceitos, gostos e costumes formando suas idéias e conhecimentos sobre o mundo que a cerca.

Através deste pensamento será trabalhado o tema “Yes, nós temos bananas!”, de forma integrada partindo dos interesses das crianças respeitando suas necessidades, curiosidades e idéias.

Objetivo geral:

Levar a criança a expor suas ideias, mostrar seus interesses e explanar curiosidades pelo mundo social, formulando perguntas, imaginando soluções, manifestando opiniões próprias sobre os acontecimentos, buscando informações e confrontando conceitos.

Objetivos Específicos:
  • Conhecer a história do carnaval e suas características, tendo a Carmen Miranda como principal foco;
  • Coletar dados sobre o carnaval, a vida e a obra de Carmen Miranda;
  • Trabalhar o raciocínio e a memória;
  • Proporcionar liberdade de auto-expressão;
  • Desenvolver o espírito criador;
  • Desenvolver o raciocínio-lógico, a expressão oral e corporal, a coordenação motora, a percepção
    auditiva e visual da criança.
  • Cantar e dançar marchinhas carnavalescas;
Desenvolvimento:
  • Confecção de máscaras
  • Construção de textos descritivos e narrativos.
  • Pesquisas (em revistas, jornais e internet).
  • Exposição de desenhos e registros.
  • Recorte e colagem
  • Músicas
Culminância: 

Baile interno

Avaliação:

A avaliação leva em consideração o processo de entendimento de cada criança e a significação que o trabalho comporta. Registros diários e observações do grupo ajudaram a sistematizar o rendimento de cada um.

Desenvolvimento das atividades:

Para tornar a história do carnaval do Brasil interessante levamos para a sala de aula reportagens e fotos sobre o assunto. Utilizamos também as aulas de informática para assistirmos vídeos de carnavais antigos e da Carmen Miranda

1.http://youtu.be/6P5Vtx1D7RQ – Mamãe eu quero
2. http://www.youtube.com/watch?v=ojo3I59Gn6c – O que a baiana tem?

Apresentamos alguns vídeos pré-selecionados sobre a cantora e durante a apresentação ressaltamos algumas características marcantes como os colares, as roupas, músicas e o ornamento da cabeça.

Fotografamos o rosto das crianças para a confecção do mural da sala com o título “Os pequenos notáveis”.

Observando o interesse das crianças propomos para o grupo uma pesquisa como tarefa de casa. Junto com seus familiares, cada criança teria que trazer fotos, figuras, reportagens e histórias que falassem sobre nossa cantora.

A colaboração dos pais foi tão generosa que montamos vários cartazes e ainda “sobrou” para montarmos uma colagem individual como registro no caderno. O material foi apresentado para o grupo durante a rodinha, assim todos tiveram oportunidade de mostrar sua pesquisa para os amigos e falar sobre ela. Aproveitamos as falas e as releituras das imagens trazidas para montar um blocão de registro.

Os murais ou cartazes informativos chamam a atenção até dos pais ou responsáveis das crianças, que também param em frente para ler, observar e comentar sobre as informações contidas nos mesmos. E também poderão conferir a utilização da pesquisa feita por seus filhos.

Também aproveitamos para enfeitar a sala para ficarmos no clima do carnaval e montamos uma boneca com a silhueta de uma criança.

Agora que já conhecíamos algumas características de nossa cantora, podíamos aproveitar algumas delas para iniciamos os nossos conteúdos. O ornamento que mais chamou atenção dos nossos “Pequenos Notáveis” foi o fato de a cantora usar, em muitas de suas apresentações, as frutas na cabeça. Esse foi o gancho que precisávamos para iniciar o nosso projeto de Educação Alimentar, onde todas as terças e quintas-feiras lanchamos frutas.
Nem foi preciso solicitar diferentes frutas para os pais, pois normalmente nossos lanches já são bem variados, com isso só precisamos reunir as mesas e montar um lanche coletivo. Antes de provar cada uma delas, falamos sobre cores, tamanhos, cheiros, texturas, formatos…. Foi uma atividade que prendeu muito a atenção das crianças, e até aqueles que não gostavam da fruta que estava sendo apresentada acabou se rendendo e provando.

Fizemos um lanche Especial Carmen Miranda

O assunto Carmen Miranda estava tão presente na nossa rotina que a única coisa que faltava era conhecermos pessoalmente.

Mas isso não foi problema! Aproveitamos um boneco feito com técnica de colagem de jornal e montamos nossa própria Carmen Miranda. Com roupa de papel crepom, lenço na cabeça de TNT e brincos de retalhos de EVA, nossa boneca ficou completa com cordões e sapatos emprestados pela escola .

Não posso esquecer de contar um episódio…. antes de colocar os ornamentos na boneca, sentamos na rodinha para apresentar ao grupo cada um deles, e rapidamente apareceram candidatos a serem Carmen Miranda…

Realizamos pinturas com as mais diferentes cores, a partir da observação das roupas e enfeites coloridos usados pela cantora.

Cantar marchinhas de carnaval foi uma novidade para a turma, pois foi possível constatar que a maioria das crianças não conhecia as músicas apresentadas, mas todas aprenderam com facilidade. Foi preciso, portanto, realizar momentos divertidos com muita música e dança. A música mamãe eu quero foi a que chamou mais atenção da turma, pois eles se sentem grandes, afinal de contas com 3 anos não são mais bebês e não usam chupetas, e cantar a música tornou-se uma diversão!!!!!!!

Para acompanhar a música montamos um chocalho com embalagem de Danone e carimbos de dedinhos. Enchemos de pedrinhas de aquário para fazer o barulho.

Depois de pronto, montamos uma banda e saímos chacoalhando pela sala e cantando marchinhas de carnaval. É preciso promover momentos para escutar, dançar e brincar muito com músicas carnavalescas atuais e antigas. Estes momentos são importantes para a socialização do grupo.
Em nossas pesquisas, descobrimos que antigamente as pessoas usavam máscaras nos bailes de Carnaval como forma de passarem despercebidas. Confeccionamos máscaras de mãozinhas e enfeitamos com carimbo de dedo.

E já que estamos trabalhando as partes do corpo, deixamos nossa marquinha na PAREDE DA FAMA, assim como Carmen Miranda fez quando estava no auge do seu sucesso.

“Pequena Notável” era o apelido de Carmen porque nossa cantora era baixinha e mesmo assim conseguia aparecer no meio artístico. Mas os apelidos são coisas sérias e os amigos podem não gostar das brincadeiras. Trabalhamos os valores e questionamos sobre o assunto em um bate-papo na rodinha, que rendeu muito mais do que o esperado.

O maternal também chegou a conclusão que não são pequenos e que estão crescendo muito. Medimos um de cada vez e comparamos as alturas com a nossa girafa gigante que está colada na parede, depois prendemos os barbantes em uma folha de papel pardo e montamos um gráfico, trabalhamos a noção de grande e pequeno.

Com tanta coisa que aprendemos, o mês passou que nem percebemos! Chegou o dia do nosso baile interno de carnaval e do bloco da escola sair pelas ruas.

Nossa festa foi um sucesso e nossos Pequenos Notáveis estão de parabéns pela excelente participação em todas as atividades.


Cíntia Borher Soares – Educadora, Graduada em Pedagogia, Especialista em Educação Infantil e Desenvolvimento, Pós graduada em Administração e Supervisão Escolar e em Especialização em Mediação Pedagógica em EAD. Realiza atividades de Tutoria nas universidades FGV, UFF, PUC e nos Cursos Online PPD. Palestrante da equipe Projetos Pedagógicos Dinâmicos .

Contato: cintiaborher@gmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *