Desenvolvimento dos bebês do 1º ao 5º mês

Desde o nascimento os bebês estão aptos à aquisição da linguagem oral. Portanto, é importante conversar bastante com eles transmitindo carinho e segurança. É interessante emitir sons variados estimulando-o a virar a cabecinha ou acompanhar com os olhos.

No 2º mês de vida o bebê já sorri de verdade, seus sentidos estão mais aguçados e iniciam as habilidades sociais. Nesta fase o bebê gosta muito de ser tocado e acarinhado. Portanto, uma boa opção é a massagem com o balão, pois acalma; desenvolve a consciência corporal; promove um sono tranquilo e estimula o vínculo afetivo. Coloque um pouco de água em temperatura ambiente dentro de um balão (não encher muito para não ficar pesada). Se o clima ajudar, deixe o bebê somente com a fralda em um local sereno, com luz difusa e música suave. Passe a bexiga ou a esponja delicadamente pelo corpo dele, fazendo uma massagem suave com movimentos circulares.

Segundo especialistas a visão dos bebês começa a ficar mais nítida a partir do terceiro mês. Então, começam a distinguir quem é quem em sua vida e já demonstram preferência. O lobo parietal, a parte do cérebro que rege a coordenação visomotora, entre os olhos e a mão, e permite que uma pessoa reconheça objetos, está agora se desenvolvendo rapidamente. E o lobo temporal, que auxilia na audição, na linguagem e no olfato, também se tornou mais ativo. Assim, quando o bebê ouvir a voz da mãe pode olha-la diretamente e começar a emitir sons, assim sendo, é o momento de variar os estímulos auditivos e visuais: o bebê adora quando o adulto brinca de emitir variados sons com a boca.

Aos quatro meses o bebê começa a rolar de um lado para o outro e tentar sentar-se. Uma boa forma de estimulá-lo é colocando-o deitado em um espaço amplo com almofadas, rolos e bolas. Brinque com ele de rolar comemorando a cada tentativa. Auxilie-o a manter-se sentado por instantes apoiado nas almofadas. É importante estimular o bebê a explorar e brincar com objetos variados, desde uma simples fralda de pano limpa a qual vai chupar, segurar e amassar até chocalhos para ele se entretenha com o som.

No quinto mês de vida o bebê começa a aprender o conceito de causa e efeito. É comum segurar e soltar objetos para vê-los cair. O bebê costuma passar bastante tempo nesta atividade. Para estimulá-lo ainda mais desenvolva o jogo do chapéu. Compre chapéus variados e a cada um que colocar na cabeça faça uma cara engraçada chamando a atenção do pequeno, em seguida aproxime-se para que ele tente tirar o chapéu da sua cabeça. Repita a atividade várias vezes, alternando os chapéus.

Especialistas afirmam que com quatro ou cinco meses o bebê já compreende todos os sons básicos da língua falada em casa e começa a desenvolver capacidade de produzir alguns sons. Também consegue participar de jogos de imitação e vai tentar reproduzir algo que seja dito a ele. Portanto, é interessante estimular a comunicação copiando suas expressões e sons. Ao perceber uma reação quando emite sons e tenta verbalizar alguma coisa, a criança aprende a importância da linguagem e começa a entender o conceito de causa e efeito. Ela passará a notar que o diz faz diferença.


Paty Fonte (Patricia Lopes da Fonte)

Educadora especialista em pedagogia de projetos, escritora, autora dos livros “Projetos Pedagógicos Dinâmicos: a paixão de educar e o desafio de inovar” e “Pedagogia de Projetos – Ano letivo sem mesmice”, ambos publicados pela editora WAK; autora e tutora de cursos presenciais e on-line de educação continuada a docentes, coach, palestrante.

Idealizadora e diretora dos sites: www.projetospedagogicosdinamicos.com e www.cursosppd.com.br

Contatos: www.patyfonte.com.brwww.facebook.com/pedagogiadeprojetos/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *